Ex - Governador - Benedito Valadares Ribeiro

Mandato: 5/12/1933 a 04/11/1945

Biografia

Natural de Par√° de Minas (MG), nasceu em 4 de dezembro de 1892 e faleceu em 2 de mar√ßo de 1973. Filho de Domingo Justino Ribeiro e Ant√īnia Valladares Ribeiro.
Formação: Bacharel em Odontologia e em Direito

Atividades

  • Advogado
  • Chefe de Pol√≠cia
  • Vereador em Par√° de Minas - 1923
  • Prefeito de Par√° de Minas - 1930
  • Deputado Federal Constituinte - 1933
  • Interventor no Estado de Minas Gerais - 1933
  • Governador de Minas Gerais - 1935 a 1945
  • Deputado federal constituinte - 1946
  • Deputado federal - 1950
  • Senador - 1955 a 1971

Trajetória

Sua vida pol√≠tica se iniciou em Par√° de Minas como vereador; foi nesse per√≠odo que apoiou a Alian√ßa Liberal formada por Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Para√≠ba que sustentava a candidatura de Get√ļlio Vargas √† Presid√™ncia do Brasil em oposi√ß√£o √† pol√≠tica paulista. Quando o movimento revolucion√°rio levou o ga√ļcho Get√ļlio Vargas ao poder, Benedicto Valladares ocupava o cargo de prefeito em Par√° de Minas.

Fiel aliado pol√≠tico do governador Oleg√°rio Maciel cooperou com o governo mineiro contra os paulistas no Movimento de 1932. A morte de Oleg√°rio Maciel em pleno mandato abalou a pol√≠tica mineira e intensificou a disputada quest√£o sucess√≥ria. Gustavo Capanema, governador interino, reivindicava sua efetiva√ß√£o no cargo; j√° Virg√≠lio de Melo Franco pleiteava com Vargas a nomea√ß√£o como interventor federal no Estado. Gustavo era apoiado pelo governador ga√ļcho Flores da Cunha, e o ministro Oswaldo Aranha dava seu aval a Virg√≠lio de Melo Franco. Mas Get√ļlio Vargas optou por um terceiro nome - Benedicto Valladares, politicamente inexpressivo e sem nenhuma vincula√ß√£o aos nomes que distavam o comando do Estado.

A t√īnica principal da estrat√©gia pol√≠tica de Valadares √© a fidelidade quase que absoluta a Vargas. Em oposi√ß√£o a Ant√īnio Carlos, que tratava de usar sua for√ßa no estado para chegar √† presid√™ncia, assim como a Gustavo Capanema e Virg√≠lio de Melo Franco, que ousavam pretender a um poder pol√≠tico aut√īnomo, Valladares se apresenta, desde o primeiro momento, como executor fiel da vontade de Vargas, e √© assim que surge como interventor em Minas Gerais. A sua carta de apresenta√ß√£o ao Presidente s√£o os servi√ßos prestados no combate √† revolu√ß√£o paulista de 1932, e Valladares em nenhum momento externa suas motiva√ß√Ķes para o desempenho que teve, como chefe de pol√≠cia √†s ordens do Coronel Barcelos, depois General. √Č bastante dizer que estes servi√ßos lhe valem uma carta de recomenda√ß√£o do General, com a qual os favores de Vargas s√£o conquistados (Simon Schwartzman).

Benedicto Valladares se tornou um dos maiores colaboradores de Get√ļlio Vargas, sendo-lhe fiel em todas as situa√ß√Ķes. No ano de 1935, foi eleito pelos deputados constituintes estaduais governador constitucional do Estado. Em novembro de 1937, Get√ļlio Vargas instaura o Estado Novo, e as elei√ß√Ķes s√£o canceladas. Em Minas Gerais, Benedicto Valladares continuou como chefe de governo at√© 1945, quando Get√ļlio Vargas foi deposto.

Tornou-se um pol√≠tico poderoso e ganhou fama pela sua habilidade nas negocia√ß√Ķes. Ao mesmo tempo, seu jeito simples foi respons√°vel pelo surgimento de um rico anedot√°rio sobre sua pessoa (Funda√ß√£o Get√ļlio Vargas - Centro de Pesquisa e Planejamento). Coligado a outros interventores, Benedicto fundou o Partido Social Democr√°tico (PSD), do qual presidente por v√°rios anos.

Apoiou a Revolu√ß√£o de 1964 e, com a extin√ß√£o dos partidos em 1966, filiou-se √† Alian√ßa Renovadora Nacional (Arena). Em 1971, aos 79 anos, retirou-se da vida p√ļblica, quando ocupava o cargo de senador.

Realiza√ß√Ķes do governo de Benedicto Valladares:

  • Constru√ß√£o do Minas T√™nis Clube - Belo Horizonte¬†
  • Constru√ß√£o da Penitenci√°ria Agr√≠cola de Neves - Ribeir√£o das Neves
  • Constru√ß√£o da Cidade Industrial - Contagem
  • Transfer√™ncia para Belo Horizonte da sede do Banco Mineiro da Produ√ß√£o, posteriormente transformado em Banco Mineiro da Produ√ß√£o
  • Reorganiza√ß√£o do sistema banc√°rio do Estado
  • Remodela√ß√£o da estrutura administrativa do Estado
  • Cria√ß√£o do Servi√ßo de Fomento √† Produ√ß√£o do Algod√£o
  • Cria√ß√£o do Conselho de Expans√£o Econ√īmica do Estado
  • Cria√ß√£o do Departamento Estadual de Estat√≠sticas
  • Implanta√ß√£o de escolas t√©cnicas e industriais.

OUTROS PRESIDENTES

Oleg√°rio Dias Maciel
04/08/1924 a 21/12/1924 e de 07/09/1930 a 05/09/1933
Oleg√°rio Dias Maciel
Wenceslau Braz Pereira Gomes
03/04/1909 a 07/09/1910
Wenceslau Braz Pereira Gomes
Tancredo de Almeida Neves
15/03/1983 a 14/08/1984
Tancredo de Almeida Neves
Rondon Pacheco
15/03/1971 a 15/03/1975
Rondon Pacheco
Raul Soares de Moura
07/09/1922 a 04/08/1924
Raul Soares de Moura
Noraldino de Lima
17/11/1946 a 20/12/1946
Noraldino de Lima
Nísio Batista de Oliveira
04/11/1945 a 03/02/1946
Nísio Batista de Oliveira
Newton Cardoso
15/03/1987 a 15/03/1991
Newton Cardoso
Milton Soares Campos
9/03/1947 a 31/01/1951
Milton Soares Campos
Juscelino Kubitschek de Oliveira
31/01/1951 a 31/03/1955
Juscelino Kubitschek de Oliveira
   
Existe(m) presidente(s) cadastrados