Governador(a) Antônio Aureliano Chaves de Mendonça

Publicado em: 09/12/2016 às 15h14 Mandato: 15/03/1975 a 05/07/1978

Biografia

Natural de Três Pontas (MG), nasceu em 13 de janeiro de 1929 e faleceu em 30 de abril de 2003. Filho de José Vieira de Mendonça e Luzia Chaves de Mendonça.
Formação: Graduação em Engenharia Mecânica e Elétrica pela Escola Federal de Engenharia de Itajubá.

Atividades

  • Engenheiro
  • Deputado estadual - 1961 a 1962, 1963 a 1967
  • Diretor da Eletrobrás - 1962 a 1963
  • Deputado federal - 1967 a 1971, 1971 a 1975
  • Secretário de Estado - 1963 a 1967
  • Governador - 1975 a 1978
  • Vice-presidente da República - 1979 a 1985
  • Ministro das Minas e Energia - 1985 a 1988

Trajetória

A primeira eleição que disputou foi em 1958, pela UDN. Em 1966, foi eleito deputado federal pela Arena, partido de sustentação do regime militar. Dois anos depois, votou contra o pedido de autorização feito pelo governo militar para processar o deputado Márcio Moreira Alves, que havia criticado o governo federal em um discurso no Congresso. O episódio foi o estopim para a edição do AI-5.
Na época em que presidiu a Comissão de Minas e Energia da Câmara, conheceu o então presidente da Petrobras, general Ernesto Geisel, de quem se tornou amigo. Quando assumiu a Presidência, em 1974, Geisel indicou seu nome para o governo de Minas Gerais e, com seu apoio, Aureliano foi indicado para vice-presidente do general Figueiredo na sucessão presidencial.

Já vice-presidente da República, Aureliano filiou-se ao PDS após o fim do bipartidarismo, em 1979. Em 1981, o presidente Figueiredo sofreu um infarto, o que levou Aureliano a assumir a Presidência por 49 dias. Durante a movimentação da sucessão presidencial, participou da criação da Frente Liberal, grupo que reunia políticos do PDS contrários à indicação de Paulo Maluf à sucessão de Figueiredo, que viria a se transformar no PFL.

A Frente Liberal uniu-se ao PMDB e formou a Aliança Democrática, que lançou o nome do governador de Minas Gerais, Tancredo Neves, para a Presidência da República, indicando José Sarney como vice. Com a morte de Tancredo e a posse de Sarney, Aureliano Chaves ocupou o cargo de ministro das Minas e Energia. Em 1989, com a volta das eleições diretas, lançou-se candidato à Presidência pelo PFL. Abandonado pelo partido, que aderiu a Fernando Collor, teve 0,9% dos votos, ficando em nono lugar. Durante o governo Itamar, empenhou-se na defesa do monopólio estatal do petróleo e da Petrobras como sua executora exclusiva. Em artigo publicado em 1993, afirmou que o monopólio ainda era fundamental à consolidação do desenvolvimento nacional.

No styling


A basic setup requires us to provide some HTML markup and to invoke the jCarouselLite plugin. That's all !!!

The plugin takes care of styling various carousel items to nicely line up horizontally or vertically. It sizes the carousel based on visible items (but you have to provide the dimensions of individual items). It does a few more things as well to handle compatibility between different browsers.





The only style information that you had to provide was the carousel item's width and height - in this case <img src="image/1.jpg" style="width:130px; height:118px;">. That information is crucial to initialize the carousel. So, don't forget to provide that.

The rest of the demos applies additional styling to make the carousel look pleasant. Check them out.

Copyright © - Todos os direitos reservados
Prefeitura Municipal de Jacinto